Lifestyle Motor

Triumph Official Rider

Durante o ano passado “2017”, tive o prazer de pilotar 25 motos diferentes.
Foram textos e fotos contando sobre essas experiências.
Quando andei de Triumph, uma Scrambler carburada de um amigo, fiquei louco!
Fiz contato com a marca e em pouco tempo, disponibilizaram uma Street Twin para o meu primeiro teste.  Adorei!! No segundo encontro com a marca, me emprestaram uma Street Cup.  O texto que falo da minha primeira impressão sobre ela está aqui no blog.   Disse que ela parecia ser uma extensão do meu corpo.
Comecei a movimentar bastante falando da marca, e depois de algum tempo, recebi uma mensagem do presidente da Triumph do Brasil, dizendo que estava gostando da minha entrega, e me perguntou se a gente poderia se encontrar para um papo sobre um envolvimento maior.
Foi a mesma sensação de um jogador quando faz um gol.

Depois de algumas conversas, chegamos ao título de: Triumph Official Rider.
Me comprometi então em gerar conteúdo exclusivo sobre a marca durante seis meses. Depois, vamos mensurar os resultados para as duas partes e definir os caminhos.
Sendo assim, eles me mandam uma moto por mês e eu falo sobre as minhas impressões, uso no dia a dia para sentir o comportamento de cada uma, e ainda convido um amigo fotógrafo para me fotografar com elas.

Quando a gente ainda não tinha formalizado a ação, eu já estava bastante envolvido com a Triumph e tive a oportunidade de pilotar todas as clássicas em testes mais curtos.
Quando cheguei um casa pela primeira vez com a Street Cup amarela, ela fez o maior sucesso!
A Nina, minha filha de 9 anos, que já anda de moto comigo, disse que essa era a preferida dela.
Eu já estava com outra moto, quando perguntei pro Tony, 4 anos, qual das motos do trabalho do papai, ele gostou mais. E a resposta foi rápida: “A yellow”

Tudo ia muito bem, até que um dia, entrou um super promoção justamente com a Street Cup.
Estava com viagem marcada com a família, e lancei um desafio para o meu grande amigo Adriano da Autostar.   Disse que ao invés de deixar meu carro na garagem de casa durante a viagem, deixaria com ele na concessionária.  Se ele conseguisse vender o carro durante os dez dias de viagem, eu me comprometia a comprar uma Cup.  Ele deu uma risadinha e aceitou.
No segundo dia de viagem, ele me mandou uma mensagem: Parabéns pela SUA primeira Triumph.
Sei que o Adriano é um ótimo profissional! Mas assim, em dois dias???
Fiquei super feliz!
Na minha volta, eu soube que aquela era a última unidade da Street Cup que foi vendida no Brasil.
Ela existe nas cores: preta e amarela.   Até nisso eu dei sorte, para a alegria do meu filhão, a primeira Triumph do papai, será a Yellow.
Troquei algumas peças que chamamos de “perfumaria”, para dar um toque de exclusividade, como um kit com piscas em led e um banco reto pra dar um ar retrô.

Agora , além de Triumph Official Rider, sou também um proprietário da moto que na minha definição, não anda… desliza.

fotos: Gustavo Epifanio

Você também pode gostar de...

No Comments

Leave a Reply